Pular para o conteúdo

Com quantos meses o bebê pode viajar de avião?

Viajar de avião com um bebê pode ser um desafio. Mas, se feito com cuidado, pode ser seguro e bom. A Sociedade Brasileira de Pediatria diz que recém-nascidos saudáveis podem voar com segurança. Muitas companhias aéreas permitem viagens a partir de 7 dias de vida.

Porém, alguns pediatras sugerem esperar. Eles recomendam o avião só a partir de 28 dias ou até 3 meses. Isso porque a espera permite que o bebê tome as primeiras vacinas. Essas vacinas ajudam a proteger seu sistema imunológico.

Segundo outra fonte, as viagens de avião são seguras para a maioria dos bebês e recém-nascidos saudáveis a partir de 7 dias após o nascimento. Muitas companhias aéreas estão de acordo. Ainda assim, a maioria dos pediatras diz que é melhor esperar os 3 meses.

Principais Pontos de Atenção:

  • A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) orienta que recém-nascidos saudáveis podem viajar de avião com segurança.
  • Algumas companhias aéreas exigem um mínimo de 7 dias de vida, enquanto alguns pediatras recomendam esperar 28 dias ou até 3 meses.
  • A espera maior se justifica pelo tempo que a criança leva para tomar as primeiras vacinas e preparar seu sistema imunológico.
  • A maioria das companhias aéreas considera seguro viajar com bebês e recém-nascidos saudáveis a partir de 7 dias após o nascimento.
  • Contudo, a maioria dos pediatras recomenda viajar apenas após os 3 meses de idade.

Quando o bebê pode viajar de avião?

A SBP diz que bebês saudáveis podem voar com segurança em aviões pressurizados. Algumas companhias aéreas pedem pelo menos 7 dias de vida. Mas, alguns pediatras acham melhor esperar 28 dias ou até 3 meses para viajar.

Orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria

De acordo com a SBP, bebês saudáveis podem viajar de avião sem problemas. Isso vale para aviões com cabines pressurizadas.

Recomendações de pediatras sobre a idade ideal

Neonatologistas sugerem esperar 28 dias ou até 3 meses antes de voar com bebês. Eles garantem que um tempo maior permite ao bebê se preparar. As primeiras vacinas ajudam a fortalecer o sistema imunológico.

Riscos de viajar com recém-nascidos muito novos

Duas outras fontes alertam sobre os riscos de pegar infecções. Estes riscos são maiores em aeroportos e aviões cheios. Isso é especialmente arriscado para bebês que ainda não acabaram de se vacinar.

Cuidados com a saúde do bebê antes da viagem

Antes de viajar de avião com o bebê, é essencial ver o pediatra. Isso é muito importante, especialmente se o bebê for prematuro ou tiver problemas respiratórios. Eles podem ter restrições quanto ao voo.

Consultar o pediatra para avaliar a saúde do bebê

O médico dará conselhos sobre a viagem. Por exemplo, ele pode falar sobre a amamentação e a troca de fraldas. Essas dicas antes do voo são vitais para o bebê ficar seguro e saudável.

Vacinas necessárias antes da viagem

É fundamental checar se o bebê tem todas as vacinas necessárias. Evite voar se ele estiver doente, com febre ou recentemente vacinado. Seguir essas orientações melhora a segurança de todos a bordo.

Evitar viagens com doenças respiratórias ou febre

Evitar que o bebê doente viaje é bom para ele e para os outros. Assim, a viagem é mais agradável e segura para todos. Levar apenas bebês saudáveis na viagem ajuda a manter a paz e alegria.

Consulta pediátrica antes de viajar com bebê

Viajar com o bebê no colo ou em assento próprio?

Levar a criança no colo é fácil e barato, porém não é seguro. A Sociedade Brasileira de Pediatria não recomenda isso. Crianças menores de dois anos estão mais em risco sem um assento próprio. Sem um cinto, a turbulência pode ser perigosa para elas.

Regras das companhias aéreas para bebês no colo

Algumas companhias permitem bebês no colo. Mas a SBP insiste que é melhor ter um assento próprio. Nele, a criança fica mais segura com uma cadeirinha apropriada.

Recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria

Para a SBP, a segurança das crianças nos voos não é prioridade como deveria ser. Isso acontece porque elas podem se machucar mais em turbulências, sem um cinto.

Cadeirinhas e assentos de segurança para bebês

Para uma viagem mais segura, a SBP sugere que bebês e crianças tenham seus próprios assentos. É importante usar cadeirinhas apropriadas para evitar riscos.

Amamentação durante o voo

Amamentar no avião é seguro e deve seguir a rotina do bebê. A Sociedade Brasileira de Pediatria diz para não amamentar com muita frequência. Mas, é recomendado para aliviar dores de ouvido do bebê na decolagem e aterrissagem.

Importância de amamentar para aliviar dores de ouvido

Amamentar ajuda a aliviar dores de ouvido do bebê. Na decolagem e na aterrissagem, a sucção do peito equilibra a pressão no ouvido. Isso faz o bebê sentir menos desconforto.

Frequência das mamadas durante a viagem

Siga a rotina normal do bebê para as mamadas durante a viagem. A SBP recomenda dar de mamar quando o bebê sentir fome ou desconforto. Evite alimentar o bebê com muita frequência para seu conforto.

Alternativas para bebês que usam fórmula láctea

Companhias aéreas oferecem água morna para a fórmula de bebês de lata. Os pais podem levar o pó. Mas, algumas pedem para a fórmula já estar pronta.

amamentar durante voo com bebê

com quantos meses o bebe pode viajar de avião

A Sociedade Brasileira de Pediatria diz que bebês saudáveis precisam ter alguns dias de vida para voar com segurança. Elas mencionam que muitas empresas aceitam bebês a partir de 7 dias. No entanto, alguns pediatras gostam de esperar mais tempo, até 3 meses, para que o bebê viaje.

Idade mínima aceita pelas companhias aéreas

Algumas companhias aéreas no mundo aceitam bebês desde os 7 dias. Elas veem isso como seguro para bebês saudáveis. Já a maioria dos pediatras prefere que bebês viagem só depois de completar 3 meses.

Recomendações de idade pelos pediatras

Muitas empresas consideram seguro viajar com bebês depois de 7 dias de vida, como disse fonte anterior. Porém, médicos recomendam aguardar até que o bebê tenha 3 meses para garantir uma viagem mais tranquila.

Tarifas e preços para viajar com bebês

Viajar de avião com bebês requer conhecer os custos envolvidos. Crianças menores de 2 anos não pagam tarifa em viagens nacionais se estiverem no colo. No entanto, em voos para o exterior, mesmo no colo, há uma taxa baseada na tarifa do adulto e inclui impostos e taxas de embarque.

Bebês até 2 anos em voos nacionais

A viagem se torna mais segura seguindo as recomendações da SBP. Para isso, é prudente pagar um assento. O valor costuma ser menor que uma passagem de adulto para voos dentro do Brasil.

Tarifas para voos internacionais com bebês

Em viagens para fora do país, a criança geralmente paga a tarifa completa. Além disso, companhias aéreas podem oferecer assentos de segurança específicos para bebês por um preço adicional.

Documentos necessários para viajar com bebês

Antes de viajar com o bebê, é crucial saber quais documentos levar. Eles mudam se a viagem for pelo Brasil ou para fora.

Viagens nacionais com bebês

No Brasil, os menores de 15 anos precisam de um documento ao viajar com os pais. Vale o RG, passaporte ou a certidão de nascimento por até 11 anos de idade.

Viagens internacionais com bebês

Em viagens para outros países, a criança precisa de um passaporte. Às vezes, requer uma autorização especial se viajar com apenas um dos pais.

Autorizações necessárias em casos específicos

Se um pai ou uma mãe levar o bebê para fora sem o outro, precisa de uma carta de autorização. O documento deve ser reconhecido em cartório para garantir a viagem da criança.

Objetos e itens para levar na bagagem de mão

Quando viajamos com bebês, é bom ter alguns itens essenciais à mão. Estes incluem um cobertor, fraldas e lenços umedecidos. Uma muda de roupa completa é necessária, assim como brinquedos silenciosos, por exemplo, livros e bichos de pelúcia.

Roupas, fraldas e lenços umedecidos

Na bagagem de mão, nunca esqueça uma muda de roupa, fraldas e lenços umedecidos. Esses itens são vitais para cuidar do bebê durante o voo. Eles ajudam a manter o bebê confortável e limpo.

Brinquedos e livros para entreter o bebê

Brinquedos sem ruído são ótimos para manter o bebê feliz. Livros, bichinhos de pelúcia e jogos simples são perfeitos. Eles evitam que o bebê fique irritado ou chore, tornando o voo mais fácil para todos.

Alimentos, mamadeiras e medicamentos básicos

Além disso, leve papinhas e uma mamadeira com água. Para bebês mais velhos, inclua alimentos leves. Não esqueça de medicamentos básicos, como para cólica e dor de ouvido. A segunda fonte reforça que alimentos passarão por inspeção no raio-x. Alguns precisam ser verificados, então esteja pronto para abrir a bagagem.

objetos e itens na bagagem de mão com bebê

Transportando carrinhos e cadeirinhas no avião

As regras mudam entre as companhias no Brasil. Mas, geralmente, passageiros com bebês de até 2 anos podem despachar coisas de graça. Isso inclui um carrinho, um bebê conforto ou uma cadeirinha.

O carrinho pode ser usado até a porta e despachado lá. Algumas companhias deixam levar na cabine, se tiver espaço. Outros itens são contados como parte da bagagem.

Limites de bagagem para bebês em voos nacionais

Nas viagens por todo o Brasil, bebês têm direito a levar 10 kg de coisas.

Limites de bagagem para bebês em voos internacionais

Para as viagens fora do país, bebês também podem levar 10 kg de bagagem.

Cuidados durante o voo com o bebê

É essencial cuidar do bebê na decolagem e aterrissagem. A pressão pode ferir os ouvidos. Para evitar isso, é bom fazê-lo mamar na mamadeira ou no peito.

Higiene e troca de fraldas no avião

Em alguns aviões, há fraldários para limpar o bebê. Na falta deles, troque as fraldas no banheiro antes de voar. Isso ajuda a manter o bebê limpo e confortável.

Alimentação adequada durante o voo

Ofereça uma alimentação leve e adequada. Evite comidas pesadas que possam deixar o bebê desconfortável. Seguir a rotina de mamadeiras ou amamentação faz bem para o bebê.

Cuidados com bebê durante voo

Dicas extras para viajar com tranquilidade

Segundo especialistas, é importante levar remédios para febre ou dor. Eles devem ser próprios para crianças. Verifique se a cadeirinha de carro ou o bebê conforto estão seguros.

Outras dicas incluem levar roupas extras. E claro, não se esquecer de levar tudo o que o bebê precisa para ficar calmo. Isso pode ser desde a chupeta até brinquedos preferidos.

Remédios, roupas extras e brinquedos

Tenha sempre à mão os itens essenciais como remédios para controle da dor e febre. Além disso, roupas e brinquedos são essenciais para conforto e distração durante a viagem. Antes de dar qualquer medicamento, fale com o pediatra.

Distrações como jogos e desenhos animados

Para manter a criança entretida no voo, levar brinquedos pode ser uma ótima solução. A apresentação de desenhos animados e jogos eletrônicos também ajuda. Essas atividades mantêm os pequenos felizes e calmos no trajeto.

Uso criterioso de chás calmantes ou anti-histamínicos

Chás calmantes ou remédios para alergia podem ser úteis em algumas situações, com recomendação médica. No entanto, use-os com cuidado e sob orientação de um profissional. Isso garante a segurança e a eficácia do tratamento.

Conclusão

Viajar de avião com um bebê pode parecer difícil. Mas, com o planejamento certo, pode se tornar uma aventura incrível. Seguir as dicas dos médicos e respeitar as regras das empresas aéreas é fundamental. Assim, você e seu bebê terão uma viagem segura e tranquila.

Antes de viajar, é essencial falar com o pediatra. Garanta que o bebê está saudável e todas as vacinas estão em dia. Mantenha a calma, especialmente na decolagem e aterrissagem. Com alimentação adequada e os cuidados certos, seu bebê vai ficar bem e você aproveitará cada momento.

A viagem de avião é uma chance de criar memórias lindas com seu filho. Ao conhecer lugares novos, você fortalece os laços da família. Além disso, ajuda no desenvolvimento do bebê. Com amor e dedicação, você vence qualquer desafio.

FAQ

Com quantos meses o bebê pode viajar de avião?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, bebês saudáveis podem voar seguros em aviões com pressurização. Alguns médicos recomendam esperar 3 meses antes da viagem. No entanto, várias companhias pedem um mínimo de 7 dias de vida antes de voar.

Quando o bebê pode viajar de avião?

Recém-nascidos que estejam saudáveis podem voar em aviões com cabine pressurizada. Mas depende: enquanto algumas companhias aceitam a partir dos 7 dias, outros médicos preferem esperar até 3 meses. Esta espera é porque até lá, a criança já terá tomado algumas vacinas.

Quais os cuidados com a saúde do bebê antes da viagem?

Antes de viajar de avião com bebês, visite um pediatra. Isto é muito importante para bebês prematuros ou com problemas respiratórios. O médico dará as dicas de saúde necessárias. Evite voar se o bebê estiver resfriado ou tiver febre.

Viajar com o bebê no colo ou em assento próprio?

Carregar a criança no colo é prático, mas não é tão seguro. A Sociedade Brasileira de Pediatria diz isso. Eles recomendam que todas as crianças tenham um assento próprio. Isso inclui bebês. As cadeirinhas de segurança são essenciais para proteger os pequenos.

Como é a amamentação durante o voo?

Amamentar o bebê durante o voo é seguro e recomendado. Mas evite fazer isso bem o tempo todo. Ajuda a não causar desconforto. Amamentar na decolagem e no pouso também previne dor de ouvido. Algumas companhias oferecem água morna para mamadeiras. Leve só o pó se for fórmula.

Com quantos meses o bebê pode viajar de avião?

Recém-nascidos saudáveis podem viajar em aviões com pressurização, segundo a SBP. Para viajar, alguns pediatras sugerem esperar 3 meses. Isso porque as vacinas já terão feito efeito. As viagens são mais seguras a partir de 7 dias de vida pela maioria das companhias.

Quais as tarifas e preços para viajar com bebês?

Dentro do Brasil, crianças menores de 2 anos não pagam passagem se ficarem no colo. Mas em voos internacionais, há taxas extras. Para mais conforto, pagar um assento individual pode ser melhor. Além disso, algumas empresas oferecem assentos especiais por um custo adicional.

Quais os documentos necessários para viajar com bebês?

No Brasil, crianças menores de 15 anos precisam de um documento com foto, se estiverem com os pais. No exterior, o passaporte é obrigatório. Podem pedir uma autorização extra também. Se viajar com um dos pais, essa autorização deve ser reconhecida em cartório.

Que objetos e itens devo levar na bagagem de mão?

Uma mala de mão com itens essenciais faz a viagem mais tranquila. Leve cobertor, fraldas, brinquedos, comidinhas para os mais velhos e remédios básicos. Cheque a necessidade de inspeção de alimentos no raio-x.

Como transportar carrinhos e cadeirinhas no avião?

Cada companhia tem regras próprias para carrinhos e cadeirinhas. Geralmente, bebês de até 2 anos têm direito a um item desses grátis. Pode-se usar o carrinho até a entrada do avião. Eles também têm direito a uma bagagem de até 10 kg em voos internacionais.

Quais os cuidados durante o voo com o bebê?

Nos momentos de subida e descida do avião, cuide da pressão nos ouvidos do bebê. Faça-o mamar ou ofereça água. Isso ajuda a aliviar a dor. Tenha sempre à mão uma troca de roupa. E alimentos, siga a dieta do bebê e evite o que pode causar mal-estar no voo.

Quais as dicas extras para viajar com tranquilidade?

Para uma viagem mais calma, seja prevenido. Leve remédio, roupas extras, e os objetos preferidos do bebê. Oferecer o peito ou mamadeira e ter brinquedos ajuda. Mas lembre-se de seguir as instruções de segurança de viagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *